O seu carrinho de compras

O seu carrinho de compras está vazio

Como funciona o GPS?

TomTom Education

Navegação

Longitude + Latitude = Navegação inteligente

Os primeiros navegadores marítimos seguiam simplesmente pontos de orientação reconhecíveis. Isso não é totalmente mau, mas tem algumas desvantagens óbvias. Em primeiro lugar, é preciso viajar de dia e permanecer junto à costa. E mais, se dependermos de pontos de orientação reconhecíveis, como é que descobrimos lugares novos?

Uma vez que o comércio marítimo aumentou, os navegadores aprenderam a calcular a sua latitude (a posição a norte/sul que nos encontramos no globo) avaliando o sol durante o dia e a Estrela Polar durante a noite, permitindo-lhes navegar sem terra à vista.

Com o passar do tempo, o sucesso de economias locais passou cada vez mais a depender da capacidade de efetuar a atividade comercial cada vez mais longe. Por isso, houve pessoas empreendedoras que responderam a esta necessidade econômica desenvolvendo novos e melhores instrumentos e técnicas de navegação.

De vez em quando, esta evolução gradual da navegação recebia um estímulo mais forte. Por exemplo, quando os países europeus descobriram as riquezas que havia do outro lado dos oceanos, nas Américas, África e no Extremo Oriente. Uma das conseqüências foi a fundação, há cerca de 400 anos, da primeira multinacional do mundo: a Companhia Holandesa das Índias Orientais.

No Século XVIII tinha-se tornado claro que o primeiro país que conseguisse descobrir uma maneira de medir de forma exata a longitude, teria uma enorme vantagem comercial sobre os seus rivais. Por isso, as grandes potências marítimas da época - França, Holanda, Grã-Bretanha, Espanha, Portugal e outras - destacaram para esse propósito os seus maiores gênios, que tiveram sucesso e foram a razão pela qual esta é uma história espantosa.

<<  >>


Instale o Flash Player para apreciar melhor o website TomTom.com

Tem de ter o Flash instalado no seu navegador da internet.

Obtenha o Adobe Flash Player